28.12.10

As duas Coreias


A Coreia constituía um único país, dominado pelos chineses. Em 910, após ser derrotada pelo Japão, a China perdeu o domínio do território para os japoneses. No entanto, em 1945, com a derrota do Eixo (Alemanha, Itália, Japão) na segunda Guerra Mundial, as tropas japonesas foram expulsas da Coreia, havendo a ocupação dos soviéticos e estadunidenses.

Com o início da Guerra Fria (conflito entre Estados Unidos e União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), a Coreia, em 1948, foi dividida conforme os interesses geopolíticos das duas potências mundiais, fato ocorrido também na Alemanha.

O marco divisório constituído pela fragmentação foi estabelecido durante a Conferência de Potsdam, mais precisamente em Yalta e Ptstan, no paralelo 38°. Foram criadas duas nações autônomas com ideologias geopolíticas contrárias: a República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte), com sistema comunista; e a República da Coreia (Coreia do Sul), com o sistema capitalista.

Com as divergências políticas e sistemas econômicos antagônicos entre as duas Coreias, aliados às reivindicações territoriais, criou-se um cenário de instabilidade, que acabou eclodindo em um confronto armado entre os dois países.

A Guerra da Coreia teve início no dia 25 de junho de 1950, quando tropas militares norte-coreanas, sob o pretexto de violação do paralelo 38° por parte da Coreia do Sul, invadiram o território vizinho. Na realidade, o verdadeiro intuito era unificar o país e estabelecer o socialismo como sistema político. Tropas estadunidenses foram enviadas para auxiliarem a Coreia do Sul no confronto, no qual os chineses deram apoio militar à Coreia do Norte.

Somente em 27 de julho de 1953, através da assinatura do Armistício de Panmunjom, a paz foi estabelecida, haja vista que o acordo manteve a fronteira criada em 1948. No entanto, o conflito continua sem solução definitiva e ainda provoca tensões entre os dois países, principalmente após o desenvolvimento de armas nucleares na Coreia do Norte.

Os dois países apresentam grandes diferenças socioeconômicas, uma vez que as políticas econômicas adotadas, refletem no desenvolvimento de cada um. Atualmente, a Coreia do Norte necessita de auxilio humanitário de outros países, o setor industrial está em declínio e a agricultura é a principal atividade econômica desenvolvida no país. A Coreia do Sul por sua vez, apresenta grande desenvolvimento econômico, fruto da política democrática estabelecida no fim da década de 1980, investindo maciçamente no sistema educacional, promovendo a industrialização nacional e integrando-se ao quadro dos países chamados de Tigres Asiáticos.

Na atualidade existe o perigo de outra guerra entre as Coreias, inclusive com ameaça de uso de armas nucleares pela Coréia do Norte que vem desenvolvendo testes neste setor e não sendo punida devido a sua aliança com a China (Membro permanente do Conselho de Segurança da ONU) que utiliza o poder de veto em favor dos norte-coreanos.

Por outro lado, a Coréia do Sul é apoiada pelas potências capitalistas ocidentais que repudiam o sistema norte-coreano.

As provocações entre as Coréias é constante com discursos ameaçadores e até mesmo lanaçamento de foguetes causando uma grande tensão no mundo.

Dados das duas Coreias:

Coreia do Norte

Área: 120.538 km²

PIB: 14.753 milhões de US$

PIB per capita: 618 US$

População: 23.906.070 habitantes

População urbana: 63%

Esperança de vida: 67 anos

População subnutrida: 32%


Coreia do Sul

Área: 99.016 km².

PIB: 956.788 milhões de US$

PIB per capita: 9.841 US$

População: 48.332.820 habitantes

População urbana: 81,7%

Esperança de vida: 78,2 anos

População subnutrida: menor que 5%

Leia mais sobre o assunto:

www.lucianogeo.com/.../alem-da-parede-teste-nuclear-norte.html

http://www.lucianogeo.com/2009/04/o-papel-da-onu-no-seculo-xxi.html

http://www.lucianogeo.com/2009/09/o-fantasma-da-guerra-fria-ainda-ronda-o.html

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...