6.8.10

Enterrando os cães

Esta semana meu cachorro de estimação começou a demonstrar que possui crise epilética, ficava trêmulo no chão e batendo a cabeça pelas paredes e andando sem sentidos, uma cena muito assutadora e que realmente nos comove.

Fiquei sabendo por uma pessoa próxima que no passado e em uma cidade do interior onde ainda não havia tanto fluxo de saber as pessoas acreditavam que os cachorros nesta condição passavam a doença para os humanos e por isso eram mortos por seus donos.

Hoje sabemos que é uma doença genética, um defeito de nascença no cérebro que faz com que as crises aconteçam. Diante disso, fui ao veterinário e o pobre bichinho já começou a fazer o uso de um medicamento contínuo que vai impedir que as crises ocorram.

Hoje, no meio técnico-científico e informacional, mesmo com todo o aumento do acesso à informação que nos permite tratarnão só o problema do animal mas também diversas outras coisas, mesmo com todo fluxo de saber que circulam através dos vários meios de comunicação, continuamos à enterrar os nossos cães epiléticos.

O que acontece é que enterramos conscientemente vários "cães-humanos" em nosso próprio espaço de vivência sem nem mesmo ser necessário cavar um buraco ou sacrificar o indivíduo com um tiro na nuca.

Mesmo com toda tecnologia existente nós enterramos nossos deficientes na própria cidade, sem acesso adaptado ao que precisam para sobreviver, enterramos muitas pessoas nas favelas e no tráfico de drogas e também nos hospitais públicos devido às deficiências dos serviços públicos e negligência dos governos, enterramos nossos idosos que antes da era informacional eram sábios anciãos, agora não passam de velhos inúteis por vezes em asilos, enterramos nossos alunos na própria escola sem estrutura e na falta de investimentos na educação que ainda puxam os docentes para a cova. Podemos citar vários outros cães da sociedade moderna.

Muitos afirmam que a informação ou educação é a solução para o Brasil e o mundo. Depois de tantas descbertas e avanços científicos e aumento do acesso às informações e a contínua ação dos coveiros (a própria sociedade) estou convicto que apenas educação não basta.

Precisamos é de AMOR!

Luciano Costa

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...