11.6.10

Bolsa família e rendimento escolar.

Primeiramente, gostaria de deixar claro que não sou contra os benefícios sociais do governo federal, vejo tai benefícios como uma forma de devolver ao povo uma pequena fatia da exploração e consequente desigualdade da sociedade capitalista brasileira.

O benefício é um complemento e muitas vezes o único sustento disponível para algumas famílias, or isso é importante, ha também os casos de fraude, como toda as coisas em nosso país já que existe por aqui a cultura do "jeitinho brasileiro"

Algumas pessoas vêem os programas sociais como uma forma de clientelismo político, porém, não enxergo desta forma na maioris dos municípios brasileiros, não podemos negar que de fato ocorre, principalmente em pequenas cidades já que são as prefeituras que fazem os cadastramentos e decidem quem recebe o benefício.

Os critérios para a obtenção do benefício pelas famílias é falho, principalmente no que diz respeito à frequência dos filhos na escola. Não basta mandar os alunos para escola para dar alívio para as sofridas donas de casa, trata-se de cobrar o mérito escolar dos beneficiários.

Quem é docente sabe do que eu estou falando. Temos muitas múmias nas salas de aula de escolas públicas que estão ali apenas para que os pais recebam o bendito benefício, estão presentes de corpo, mas completamente ausentes de mente, além de atrapalharem todo o processo educativo de uma sala inteira já que não fazem nada e ainda mexem com todos os colegas ao redor. Muitos até mesmo tem a cara-de-pau de afirmar que estão ali por causa do bolsa família.

Não seria o caso de acabar com a cultura da estatística de alunos matriculados e começar a pensar na qualidade da educação no país?

Enquanto vivermos de aparência a nossa imagem continuará sombria e a existência uma farsa.

O programa é bom, ajuda muitos necessitados, agora o que precisamos é mudar os critérios, investir em educação de qualidade, cobrar o retorno das famílias, caso isso não mude estaremos formando no ambiente escolar os futuros recebedores do bolsa família em um ciclo constante de analfabetismo, pobreza e falta de perspectiva de vida.

O Brasil precisa avançar e não "avanssar" como tem acontecido.

Luciano Costa

Um comentário:

Raissa disse...

Com o atual estágio na Prefeitura de Juiz de Fora pude mudar muitos de meus conceitos e reafirmar outros. Um exemplo claro disso foi a percepção de que apesar da demora sa liberação de benefícios como o Bolsa Família por parte do governo federal há seriedade na análise e repasse para as famílias vulneráveis. Por outro lado o tão divuldado acompanhamento dos beneficiários fica carente em vários ambitos tornando de certa forma, como trata o Luciano, a verba ineficiente

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...