14.10.09

Barack Obama ganha prêmio nobel da paz. (Não é piada).

O título desta postagem não é uma piada, acreditem, o presidente norte americano ganhou o prêmio nobel da paz que neste ano teve um número recorde de inscrições, 205 entre pessoas e organizações.

O Nobel da Paz é escolhido por uma comissão de deputados noruegueses. E bem, políticos na Noruega como políticos em qualquer lugar se preocupam mais com o impacto a curto prazo que credibilidade a longo prazo.


Os três últimos laureados com o prêmio parecem ter sido escolhidos a dedo pensando em ofender Bush e os republicanos em geral. Carter, talvez o presidente moderno mais odiado pelos conservadores mainstream dos EUA ganhou o prêmio em 2002 ( Aquilo era um chute, nas pernas de Bush) Gore, que venceu Bush no voto popular, foi premiado em 2007. Talvez Al Franken, Nancy Pelosi ou Hillary Clinton sejam premiados nos próximos anos.

Quando os prêmios foram criados havia muito mais romantismo e menos dinheiro envolvido em pesquisa. Portanto, era muito mais crível que o Nobel pudesse de fato servir de incentivo para pesquisa que contribuisse para o bem da humanidade. Hoje, claro, é muito mais dificil um cientista iniciar uma pesquisa pensando no Nobel, e há incentivos muito mais interessantes. Por outro lado, o Nobel da Paz é um instrumento importante para atrair a atenção da opinião pública para causas importantes.

O recente presidente eleito dos EUA, o mesmo presidente que continuou com a política hostil e terrorista dos governos anteriores mandando mais 17 mil fuzileiros para garantir os interesses políticos ocidentais no Afeganistão, pretendendo enviar ainda outros 40 mil nos próximos dois anos é o grande vencedor do prêmio, sem falar nos soldados que continuam no Iraque.

A imprensa mundial quer que acreditemos na bondade do primeiro presidente negro a atingir o lugar máximo do poder na política norte americana.

A ignorância e (des) informação, e falta de visão crítica em relação a geopolítica mundial é um dos maiores problemas da atual sociedade, o que tem impedido a insurgência de grupos reacionários contra a atual ordem excludente vigente.

Não ha muito o que comentar sobre isto, na verdade eu preferiria que realmente fosse uma piada, mas é uma piada que não tem graça. Quem são os homens que exaltamos na atualidade? O que é a paz para a sociedade mundial? São questões que precisam urgentemente serem debatidas em todos os estratos da existência.

O prêmio para Obama, assim como prêmios para outros políticos americanos e conhecidos é um crime contra as causas esquecidas do mundo subdesenvolvido, é um crime contra as vozes que ousam lutar contra a tirania. E a perda de credibilidade do Nobel da Paz é um crime contra as gerações futuras e contra toda a humanidade.

Barack Obama, além de atual presidente dos EUA foi senador federal por 3 anos e não teve uma participação brilhante a fim de promover a paz, mas votou decisivamente e firmemente a favor do financiamento de duas guerras.

A 9 meses como presidente, não conseguiu fechar a prisão de Guantanamo como havia prometido nem impedir a expansão de assentamentos na palestina.

"Guerra é paz!" Este refrão tem se tornado uma realidade.

Vivemos uma inversão de valores sem proporções definíveis mas que precisa de cura.

O mundo está doente e somente a responsável por esta patologia (a própria sociedade) pode curá-lo.

Infelizmente é o que tenho a dizer.

Luciano Costa

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...