12.8.09

Esta "unção" e "sabedoria" eu não quero!

A única coisa que quero saber é sobre o amor.

Não quero saber tudo, não quero ser dono da verdade.

A cada dia quero aprender, quero ser.

Não quero ser a verdade, mas quero ser um discipulo dela.

Não quero ser o amor, mas um de seus instrumentos.

Não quero ser irrefutável, mas estimular o pensamento.

Não quero que minhas palavras sejam as supremas.

Quero que cada um se encontre com a palavra que traz vida.

Palavras que falam da palavra ainda que não seja instituida.

Não quero ser credor, mas devedor do amor.

Não quero me vangloriar de nada, visto que nada sou além de um ser no cosmo.

O que eu quero é viver e ser um agente ativo da vida.

Eu sou do tamanho da minha ignorância.

Se sei que nada sou, ai é que sou grande.

O maior inferno existencial é a soberba, por isso vivo no céu.

Um "ser-no-mundo" pensante e atuante em meio às críticas daqueles que "tudo sabem" e que na verdade não sabem nada sobre o saber.

A única verdade que quero é a que liberta e produz vida e paz!

O que passar disso eu não quero.

Luciano Costa

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...