26.5.09

Além da parede: Teste nuclear norte-coreano e repercussão mundial


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou nesta segunda-feira o teste nuclear subterrâneo realizado pela Coreia do Norte.

"Estas ações, embora não sejam surpresa dadas as declarações e ações até esta data, são uma questão de grande preocupação para todas as nações", afirmou o presidente em nota oficial emitida em Washington.

"Tentativas da Coreia do Norte de desenvolver armas nucleares, assim como seu programa de mísseis balísticos, constituem uma ameaça à paz e à segurança internacional."

"O perigo apresentado pelas atividades ameaçadoras da Coreia do Norte exigem ação da comunidade internacional", afirmou o presidente.

A Grã-Bretanha também manifestou preocupação com o teste nuclear realizado pela Coreia do Norte.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, condenou a ação norte-coreana e disse que ela "vai minar a possibilidade de paz na península coreana e não ajudará a segurança da Coreia do Norte".

"A comunidade internacional vai tratar a Coreia do Norte como um parceiro se ela se comportar de maneira responsável. Se não fizer isto, pode esperar apenas contínuo isolamento."

Um porta-voz do presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, disse que o teste é um "sério desafio" para os esforços internacionais para a não-proliferação nuclear.

O Japão considerou a ação norte-coreana "inaceitável".

A Rússia, que ocupa a presidência rotativa do Conselho de Segurança das Nações Unidas, está preparando uma sessão de emergência para discutir o tema.

Fonte: BBC Brasil

_______________________

Depois do lançamento do foguete agora é mais um teste nuclear norte-coreano que causa repercussão na comunidade internacional, principalmente nos países-membros efetivos do Conselho de Segurança da ONU.

EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e seus aliados combatem veementemente a não proliferação de armamentos nucleares pelo mundo, enquanto isso possuem declaradamente os maiores arsenais, deste armamento capazes de explodir todo o mundo.

Acho tudo isso uma grande hipocrisia!

Porque não começar por acabar com seus próprios arsenais antes de buscar a eliminação deste artefato no restante do mundo, principalmente nos paises que vem sofrendo as maioes críticas atualmente (Irã e Coréia do Norte)?

A tão falada "busca pela paz mundial" não passa de uma grande hipocrisia mundial, enquanto isso a ONU continua sendo um trampolim para para as estratégias geopolíticas de quem a prega.

Quem condenará estes últimos por mais de meio século de terrorismo e apreensão mundial diante de seu grande arsenal bélico e ações militares que custaram milhões de vidas?
Sem falar que a Coréia do Norte iniciou o seu programa nuclear devido as ameaças Norte-americanas de lançar sobre aquele país uma bomba atômica, assim como fez com o Japão durante a II Guerra Mundial.
É bom lembrar também que a divisão das duas coreias é fruto da Guerra Fria e do mundo dividido em dois pólos, onde EUA e a extinta URSS dividiram a ex colônia do Japão derrotado na II Guerra Mundial com duas áreas de ocupação e sob ideologias distintas, o que ocasionou grandes conflitos como a guerra entre as duas coréias na década de 50.

Toda ação tem impregnada uma ideologia.

O mundo dos homens é feito de política.

Luciano Costa

Leia mais sobre a ONU:



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...