8.3.09

ALÉM DA PAREDE: Vaticano apóia excomunhão após aborto no Brasil

Cardeal Re disse que ataques contra igreja brasileira foram 'injustificados'.
Um alto clérigo do Vaticano defendeu neste sábado a excomunhão da mãe e dos médicos que ajudaram uma menina de nove anos de idade a abortar no Brasil.

A menina havia ficado grávida de gêmeos após ser abusada pelo padastro.

O cardeal Giovanni Batista Re, que preside a Congregação da Igreja Católica para Bispos e a Comissão Pontifica para a América Latina, disse ao jornal italiano La Stampa que os gêmeos "tinham o direito de viver" e que ataques contra a Igreja Católica brasileira eram injustos.

A declaração vem um dia depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o arcebispo que excomungou os envolvidos no aborto.

O Brasil só permite abortos em caso de estupro ou riscos para a mãe. Os médicos disseram que o caso da menina de nove anos se enquadrava nas duas situações, mas o arcebispo de Olinda e Recife, José Carlos Sobrinho disse que a lei de Deus está acima de qualquer lei humana.

Ele disse que as excomunhões se aplicariam à mãe e aos médicos, mas não à menina por causa da idade dela.

'Caso triste'

O cardeal Re disse ao La Stampa que o arcebispo estava certo em excomungar a mãe e os médicos.

"É um caso triste, mas o problema real é que os gêmeos concebidos eram pessoas inocentes que tinham o direito de viver e não podiam ser eliminados", disse.

"A vida deve sempre ser protegida, o ataque contra a igreja brasileira é injustificado".

A menina, que vive em Pernambuco, foi supostamente abusada sexualmente pelo padrastro por vários anos, possivelmente desde que tinha seis anos de idade.

Fonte: www.bbcbrasil.com.br

______________________________


Sobre a notícia acima, gostaria de fazer algumas ponderações:

1) Muitas vezes para estarmos na comunhão do Pai, precisamos ser excomungados das instituições religiosas que nada tem a ver com o mesmo;

2) Aqueles que dizem ser representantes de Deus na Terra, com o poder de excomungar alguém, estão mais excomungados do evangelho de Cristo do que os que sofrem tais abusos, Deus não precisa de quem fale por Ele, ora, Ele mesmo fala às consciências;

3) Uma pergunta que não quer calar: Por que os pais da criança e o médico foram excomungados e o estuprador não? É a mesma coisa de dizer que Hitler precisa ser excomungado e os padres inquisitores e pedófilos não;

4) Crime contra a vida, é manter um aborto vivo nesta existência e violar ainda mais o viver de uma menina de 9 anos que não possui formação corporal suficiente para estar grávida, maior crime contra a vida, é resumi-la a esta breve e passageira e muitas vezes sofrida existência;

5) Outro crime maior contra a vida, é deixar alguns rudimentos humanos como "leis da igreja" estar acima do bem estar humano, afinal, foi o homem feito para o mundo ou o mundo para o homem?

6) Enquanto Deus é revelado aos homens através de Cristo, a "igreja" insiste em revelar o homem ao homem, tanto é que durante a história sempre se preocupou apenas com o que é carnal, e o pior ainda, é a maior predadora do homem, sendo uma espécie de porteira do amor divino revelado através de Cristo, assim, é uma anuladora da pregação do evangelho;

7) A cada dia eu sou mais excumungado da "igreja" e tenho orgulho de não estar corrompido por este sistema diabólico revestido de "pele de cordeiro", sistema que serve antes de mais nada como uma forma de fazer política pelos homens e que nada tem a ver com o evangelho de Cristo;

8) Se quiserem saber do que eu falo, apenas considerem que Deus é amor e que sem amor nada se aproveita e a Graça é dom de Deus e não do homem ou qualquer instituição.

Luciano Costa

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...