29.1.08

Encontro e "encontros".



" E caindo em terra ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, porque me persegues?"

" E logo lhes cairam dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e , levantando-se, foi batizado." (Fragmentos de Atos dos Apóstolos Cap. 9)

Os fragmentos acima, nos quais foram retirados da belíssima narrativa sobre a conversão de Paulo no caminho de Damasco no qual seguia a fim de prender alguns do caminho e os conduzisse presos à Jerusalém, o referid texto é muito rico e merecedor de inúmeras reflexões mais aprofundadas, porém, quero me ater apenas a uma questão muito simples que tem me acometido esses dias.

A alguns dias uma conhecida disse que desejava que eu tivesse um verdadeiro encontro com Deus em 2008, eu não me espantei, visto que os convites e as insinuações são variadas quando se trata das investidas religiosas na tentativa de conduzir novamente esse des-viado à via da religiosidade "evangélica" farisaica, porém, logo percebem que estou bem vacinado contra tudo isso, assim como diz a letra de uma música que não me lembro.. o verdadeiro encontro com a simplicidade do Evangelho da graça não me deixa retroceder, á menos que eu brigue com minha própria consciência como em tempos de confusão religiosa, o que eu já não quero, o que quero é Vida e deixar que a superabundante graça cresça em mim.

Ainda no diálogo, expliquei para ela que eu não faço mais parte de nenhuma agremiação religiosa e não mais compactuo da religião "cristã" (Cristo não criou nada que se chamasse "cristianismo" tal qual conhecemos hoje), na verdade, ele nos faz um convite a fim de que o seguissemos nessa existência, nos alimentando à cada dia, sendo sal e luz no mundo, misturando e salgando os elementos e não se tornando uma salina onde muitos vão e visitam. falei também que viver e pregar o evangelho pra mim é algo muito simples e não necessita de nenhum show protécnico, que ali mesmo naquele diálogo com ela havia evangelho e que por onde eu ando levo em mim a marca de Cristo que é imperceptível pelos olhos humanos, mas que está em mim pronta para pregar seja a quem for, onde quer que for.

Falei também sobre os caminhos de Cristo narrados no evangelho em que ia e pregava para os rejeitados da sociedade nas praças, becos, ruas, etc.. e seu embate com os religiosos da época nas poucas vezes que esteve em templos religiosos, sempre derrubando todo esquema dos vendilhões do templo e dos vendedores e condicionadores do perdão e da ação constante da graça.

Eu sei que muitos não ficam satisfeitos em ouvir estas coisas já que quebrar paradigmas é algo muito doloroso, eu quem o diga.. ufa! Porém quando a paz, a liberdade e a alegria do evangelho se instalam, todas as neuroses e medos de viver são destituidos para dar lugar a vida, as escamas caem dos olhos e tudo se torna belo, e as cores antes horrorosas são agora vistas como criação divina prontas para o nosso bem.

E como é gostoso!

Sobre esses encontros de fim de semana, com o propósito de fazer com que pessoas se "encontrem com Deus" por via das mãos humanas e por alguns momentos condicionados, não mais tenho uma mínima vontade de participar, já não enchem meus olhos.. apesar de já ter participado de muitos quando eu ainda era "de igreja" e não negar que pude abstrair algumas coisas boas dos mesmos, no geral, ao analisá-los hoje, posso dizer que não consigo mais viver isolado do mundo, seja por alguns dias no carnaval, seja em algum fim de semana, ou um dia qualquer.

Ora, se isolar por alguns dias não significa melhora no convívio social e inter-pessoal de ninguém, não significa que alguém vai se tornar melhor nos outros 360 dias do ano, eu mesmo já fui abraçado e beijado e chorei muito em um encontro que me veio na memória, porém, ao encontrar com os mesmos que me beijaram em outra oportunidade nem sequer olharam em meus olhos.. Hoje que decidi não viver um matrix na vida concreta já não suporto viver nenhum tipo de hipocrisia na vida, se gosta de mim ou se não gosta, expresse isso sem fingimentos, afinal o que pensam de mim não vai interferir em nada o meu viver, apenas prezo a sinceridade.

Sem me alongar, tudo isso que escrevi até aqui foi para dizer que em um encontro pode ocorrer vários encontros mas o Encontro verdadeiro com o Evangelho pode acontecer em qualquer lugar, afinal quem convence o homem é o Espírito Santo de Deus e Deus não necessita de representantes a fim de que se encontre com o homem, muito menos de encontros marcados por não sei quem, afinal, Deus não marca encontros e o tal "encontro com Deus" com certeza não foi marcado por Ele, assim como Saulo foi encontrado pela graça previniente, também nos encontramos de forma extremamente inesperada, assim como encontrei um dia navegando na grande rede e conhecendo sites que falavam do evangelho de fato na tentativa de quebrar paradigmas da religião "cristã" na qual a humanidade está submetida desde mais ou menos 332 anos d.C..

Que todo e qualquer encontro humano não seja para fugir de algo, ou da responsabilidade de viver, mas para que se reunam para melhor, sem menor ou maior, sem lider ou liderado, sem um centro de poder, mas para a expressão do amor e para que a pilha do evangelho seja renovada em nossos corações, que tudo seja para o bem sempre!

Nele, com que me encontro e me converto dia após dia,

Luciano Costa

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...